ESTUDO COORTE DOS ASPECTOS COMUNICATIVOS E COGNITIVOS E O USO DE FT-IR NA IDENTIFICAÇÃO DE SURTOS DESMIELINIZANTES EM SUJEITOS COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Resumo: Introdução: A história natural de evolução da Esclerose Múltipla (EM) cursa com alterações na produção fonatória, nos órgãos fonoarticulatórios, declínio cognitivo, pragmático e na deglutição. Objetivo: Prever a ocorrência de surto desmielizante da doença com o uso de FTIR, além de compreender como os sinais motores (vocais) e não motores se manifestam no curso natural da doença. Métodos: Serão reavaliados 15 sujeitos com esclerose múltipla de ambos os gêneros que frequentam o ambulatório de neurologia do HUCAM. Os sujeitos serão avaliados independentes da presença de surto desmielinizante para realizar Avaliação Perceptivo-Auditiva da Voz, da Qualidade de Vida em Voz, do Índice de Desvantagem Vocal, Índice de Fadiga Vocal, Inventário de Ansiedade de Beck, Inventário de Depressão de Beck, Addenbrooke’s Cognitive Examination – Revised (ACE-R), Avaliação Funcional das Habilidades de comunicação – ASHA, Fluência de verbos e Espectroscopia de Infravermelho por Transformada de Fourier– FT-IR. Hipótese: Acredita-se que há aumento da concentração de biomarcadores nos diferentes fluídos corporais durante o período de desmielinização da doença, além de piorados aspectos comunicativos, cognitivos e dos sintomas de ansiedade e depressão, independente da presença do surto desmielinizante.

Data de início: 2021-06-10
Prazo (meses): 36

Participantes:

Papel Nomeordem decrescente
Vice-Coordenador Carolina Fiorin Anhoque
Colaborador Liliane Perroud Miilher
Coordenador Lívia Carla de Melo Rodrigues
Aluno Mestrado Raí dos Santos Santiago
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105