EFEITOS DOS MODULADORES SELETIVOS DE RECEPTORES DE ESTROGENIO NA REATIVIDADE VASCULAR DE ANÉIS DE AORTA E EM BIOMARCADORES INFLAMATÓRIOS CARDÍACOS DE FÊMEAS OVARIECTOMIZADAS

Nome: Aline Zandonadi Lamas
Tipo: Tese de doutorado
Data de publicação: 05/01/2015
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Nazare Souza Bissoli Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alexandre Martins Costa Santos Examinador Externo
Henrique de Azevedo Futuro Neto Examinador Externo
Nazare Souza Bissoli Orientador
Sonia Alves Gouvea Examinador Externo
Valerio Garrone Barauna Examinador Interno

Resumo: Os Moduladores seletivos dos receptores de estrogênio (SERMs), raloxifeno e
tamoxifeno, podem ser utilizados na prática clínica em mulheres no tratamento
da osteoporose e câncer de mama, respectivamente. Porém, os efeitos dos
SERMs sobre o sistema de peptídeo natriurético atrial (ANP) e proteínas
envolvidas no processo inflamatório, assim como seus efeitos na reatividade
vascular de anéis de aorta, são pouco estudados.
Neste estudo foram investigados a influência do 17β -estradiol, raloxifeno e
tamoxifeno no sistema de peptídeos natriuréticos, em biomarcadores do
remodelamento cardíaco - fator de necrose tumoral-alfa (TNF-α) e subunidade
p65 do fator nuclear kappa B (NF-kB). Estudos sobre a influência dos SERMs
na modulação endotelial de tônus vascular em anéis de aorta também foram
realizados. As fêmeas foram divididas em cinco grupos: SHAM , OVX
(ovariectomizada) , OVX tratada com 17β -estradiol (EST) , OVX tratada com
raloxifeno (RAL ) e OVX tratada com tamoxifeno (TAM ). O tratamento teve
duração de 14 dias, sendo iniciado 21 dias após o procedimento de
ovariectomia.
A ovariectomia promoveu aumento na responta à fenilefrina e uma atenuação
no relaxamento induzido pela acetilcolina nos anéis de aorta. Na presença de
aminoguanidina (50 μM) não houve alteração na Rmáx. Na presença de LNAME
(100 μM) houve um aumento na Rmáx em todos os grupos, indicando a
importância da via do óxido nítrico em todos os grupos. Na presença da
apocinina (0.3 μM) houve uma diminuição na Rmáx em todos os grupos, sendo
significativa no grupo OVX quando comparado a situação controle. Os níveis
plasmáticos, conteúdo e a expressão de RNAm do ANP no tecido atrial
esquerdo, foram reduzidos no grupo OVX. O tratamento com 17β -estradiol e
SERMs normalizou o ANP plasmático assim como, o RNAm do ANP no átrio
esquerdo. Esses parâmetros não estavam alterados no átrio direito. A
expressão das proteínas, como TNF-α e subunidade p65 NF-kB apresentaramse
aumentadas em animais OVX, porém foram normalizadas pelos
tratamentos, exceto para o grupo RAL, em relação à expressão de TNF-α, no
qual os níveis permaneceram elevados.
O tratamento com SERMs promoveu inúmeros benefícios, demonstrando
efeitos anti-inflamatórios similares ao normalizarem os níveis plasmáticos de
ANP, e de importantes biomarcadores envolvidos na remodelação cardíaca,
assim como, normalizou a resposta vasoconstrictora e vasodilatadora dos
anéis de aorta. Portanto, estes tratamentos podem ser importantes
colaboradores na prevenção de doenças cardiovasculares que acometem,
principalmente, mulheres na fase pós- menopausal, enquanto as utilizam para
outras doenças, como osteoporose e câncer.
Palavras-chaves: 17β estradiol; raloxifeno; tamoxifeno; ovariectomia;
reatividade; inflamação; ANP; estresse oxidativo.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105