Alternativas para o tratamento da síndrome metabólica em modelo experimental de menopausa: avaliação do efeito de bebida probiótica (Kefir) e de novo medicamento para tratamento de diabetes (liraglutida) – estudo pré-clínico.

Resumo: O desenvolvimento do projeto e a articulação dos pesquisadores da presente proposta do Núcleo de Estudos Clínicos e Experimentais em Saúde Cardiovascular (NUPECARD) permitirá uma abordagem mais ampla do estudo da síndrome metabólica na menopausa em um modelo pré-clínico, por meio de metodologia que envolve a fisiologia e farmacologia integrativas. Essa abordagem ampla e integrativa se tornará possível devido a participação dos pesquisadores envolvidos, que atuam em linhas de pesquisas semelhantes, mas desenvolvendo estudos que avaliam diferentes sistemas fisiológicos, ou seja, o grupo será composto por pesquisadores que possuem comprovado conhecimento em estudos da função cardíaca, dos reflexos cardiovasculares, respiratória, vascular, renal e metabolismo. Essa integração do grupo já existente, mas ao atuarem em um projeto comum, permitirá a consolidação do mesmo, por meio de ampliação dos resultados científicos, de formação de recursos humanos e internacionalização das pesquisas. Participarão da equipe 5 pesquisadores principais, pelo menos 05 pesquisadores doutores colaboradores do Estado e de outros estados, colaboradora do exterior, assim como alunos de diferentes níveis de formação.
Especificamente em relação ao projeto de pesquisa a ser desenvolvido, foi definido seu tema baseado nas evidências nas evidências que demonstram as diferenças associadas ao sexo no desenvolvimento de doenças cardiovasculares tanto em humanos quanto em animais e podem explicar a baixa incidência de doenças cardiovasculares em mulheres no período reprodutivo, como acidente vascular cerebral, hipertensão e aterosclerose. Essa proteção nas fêmeas tem sido atribuída aos efeitos benéficos do estrogênio na função endotelial. Desta forma, hormônios sexuais femininos são capazes de modular a pressão arterial, agindo em sistemas importantes como cardiovascular, renal e neural.
Além do aumento do risco cardiovascular na fase pós-menopausa, é observado prejuízo cardiometabólico, relacionado a alterações glicêmicas e lipídicas, além de processo inflamatório. Nesse contexto, a fase pós-menopausa é favorável a ambiente pró-dismetabólico que pode levar a desenvolvimento da síndrome metabólica (SM). Desta forma, a coexistência da menopausa com a SM é fator adicional de risco cardiovascular. No presente projeto, utilizaremos um modelo pré-clínico de síndrome metabólica na fase pós-menopausa, associando 03 fatores de risco cardiovascular: sobrecarga de frutose; hipertensão (ratas espontaneamente hipertensas- SHR) e deficiência estrogênica (ovariectomia). Iremos avançar nos estudos da função cardiovascular, renal, neural e metabólico neste modelo e, principalmente, avaliaremos o efeito de tratamentos farmacológicos ou de produtos naturais sobre esta condição específica. Desta forma, iremos estudar o probiótico kefir e o fármaco antidiabético liraglutida, uma vez que, foi demonstrado que estas substancias apresentam efeitos positivos em outros modelos de alterações cardiometabólicas, como no perfil glicêmico e lipídico, na sensibilidade a insulina, no balanço de adipocinas, na função hepática e na redução do peso e pressão arterial, mas ainda não estudados no modelo proposto.

O objetivo do nosso estudo é avaliar o efeito dos tratamentos com Liraglutida e Kefir em parâmetros cardiometabólicos, renais, inflamatórios e oxidativos em modelo de pós-menopausa por ovariectomia associado a síndrome metabólica por sobrecarga de frutose. Os objetivos específicos são avaliar os efeitos dos tratamentos em parâmetros: 1. Cardiovasculares: reflexos cardiovasculares, tônus autonômico, contratilidade cardíaca e reatividade de artérias mesentéricas de resistência; 2. Metabólicos: glicemia de jejum, teste de sensibilidade à insulina, teste oral de tolerância à glicose, ponderais e outros; 3. da função renal: proteínas renais responsáveis pelos processos de filtração e secreção tubular, albuminúria; 4. do remodelamento cardiovascular e renal: análise histológica, morfométrica; e 5. Mecanismos moleculares e/ou vias envolvidas nos efeitos dos tratamentos: análise de vias que avaliam a inflamação, estresse oxidativo, função vascular, função renal, remodelamento e mobilidade do cálcio. De forma importante, apresentamos como objetivos formar alunos de diferentes níveis: iniciação científica, mestrado e doutorado e divulgar de resultados: apresentação em congressos e similares, publicação de resumos e artigos, dissertações, teses, divulgação dos resultados para comunidade científica e em geral por meio de palestras e visitas de crianças aos nossos laboratórios (“Um dia de cientista”), assim como a criação de uma página para o grupo de pesquisa.
Os nossos protocolos foram desenhados para testar a hipótese que o probiótico Kefir e o fármaco liraglutida podem exercer efeitos metabólicos positivos, prevenindo danos cardiovasculares e renais em modelo pré-clínico de síndrome metabólica na fase pós-menopausa, melhorando o estado dismetabólico destas fêmeas. Se confirmada nossa hipótese, em nosso estudo pré-clínico e em futuros estudos clínicos, tanto o kefir quanto a liraglutida poderão atuar como alternativas importantes no controle de parâmetros que caracterizam a síndrome metabólica e complicações cardiometabólicas relacionadas a fase de pós-menopausa na mulher.
Diferencial do estudo: uso de modelo pré-clínico que mimetiza menopausa e síndrome metabólica em um único animal. Estudar e comparar duas abordagens terapêuticas para a SM, uma com custo mais elevado (liraglutida) e outra de baixo custo (kefir). O estudo terá uma abordagem integrativa ao avaliar de 03 reflexos cardiovasculares (barorreflexo, cardiopulmonar e quimiorreflexo, incluindo análise de parâmetros respiratórios); reatividade vascular, função renal usando marcadores precoce de injúria renal e parâmetros metabólicos. Em relação a equipe apresentam expertise nos protocolos propostos; com envolvimento de alunos de diferentes níveis e formação e parceria internacional.

Data de início: 2019-05-02
Prazo (meses): 60

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Glauciene Januário de Sousa
Colaborador Karla Nívea Sampaio
Colaborador Roger Lyrio dos Santos
Coordenador Nazare Souza Bissoli
Vice-Coordenador Sonia Alves Gouvea
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105