Efeitos cardiovasculares da sobrecarga de ferro em roedores

Resumo: O ferro (Fe) é um mineral essencial para homeostase celular, participando de diversos mecanismos fisiológicos. Porém, em excesso, pode levar a danos teciduais importantes em diversos sistemas do organismo. Pacientes com hemocromatose hereditária, uma forma congênita com defeito na homeostase do ferro, apresentam sobrecarga deste metal no organismo, hepatopatia, neuropatia e cardiopatia, com maior risco de infarto do miocárdio. Tem-se a sugestão de que a sobrecarga de ferro pode levar a disfunção coronariana, vascular sistêmica, pulmonar e cardíaca.

Data de início: 2013-03-01
Prazo (meses): 108

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Vinícius Bermond Marques
Aluno Doutorado Renata Andrade Ávila
Aluno Doutorado EMILLY MARTINELLI ROSSI
Aluno Mestrado Guilherme Mendes de Almeida Carvalho
Colaborador Rodrigo Alves Faria

Páginas

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105