Avaliação cardiovascular e imunológica ao uso de esteróide anabólico androgênico em ratas jovens

Resumo: A presente proposta possui como tema o estudo da influência do uso de esteróides anabolizantes androgênicos (EAA) no sistema cardiovascular e imunológico, dentro das linhas de pesquisa regulação humoral da circulação e reatividade vascular.
Os EAA são utilizados em diversas condições clínicas, como estimulantes da eritropoiese e no hipogonodismo associado ou não a osteoporose, falência renal crônico, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença muscular, síndrome da imuno-deficiência adquirida, contudo essas drogas não estão livres de efeitos adversos, principalmente quando utilizadas na forma de abuso, quando observa-se efeitos cardiovasculares como hipertensão, insuficiência cardíaca, cardiomiopatias, arritmias e morte súbita cardíaca, no qual, esses efeitos adversos parecem depender da relação temporal de uso. Muitos estudos em animais e humanos contribuem para evidenciar os danos e os mecanismos pelos quais, a administração de doses supra fisiológicas de EAA, podem prejudicar o funcionamento do sistema cardiovascular levando ao desenvolvimento de doenças cardíacas. Nos últimos anos, o grupo proponente colaborou com a compreensão de alguns desses mecanismos utilizando modelos animais. Investigamos a influência do uso crônico de doses supra fisiológicas de DN em ratos machos sedentários no controle do reflexo cardiopulmonar Bezold-Jarisch, na indução da hipertrofia cardíaca, nas alterações hemodinâmicas e a participação do sistema renina angiotensina sobre esses parâmetros. Verificamos que o prejuízo do reflexo Bezold-Jarisch (RBJ) é tempo dependente. A hipertrofia cardíaca com aumento da deposição de colágeno na matriz extracelular), o aumento da pressão arterial e o prejuízo do RBJ são prevenidos quando esses animais são tratados com inibidor da enzima conversora de angiotensina concomitante ao uso de decanoato de nandrolona (DN), um tipo de EAA.
Apesar de vários estudos visarem compreender os efeitos do uso abusivo de EAA no sistema cardiovascular percebemos que esses se limitam principalmente ao sexo masculino. Assim, nossa proposta será estudar os efeitos dos EAA em fêmeas, uma vez que, nas últimas décadas, o aumento da participação das mulheres no atletismo de elite, bem como a pressão social para melhorar a imagem corporal tem promovido aumento do uso de EAA entre mulheres e meninas. Diante desse desafio, é pertinente destacar que os efeitos dos EAA no sistema cardiovascular do sexo feminino poderão trazer resultados distintos, devido, principalmente, ao meio hormonal endógeno que variam significantemente entre machos e fêmeas.
Assim, este projeto de pesquisa tem como objetivo geral avaliar se o uso crônico de esteróides anabolizantes androgênicos (EAA) pode prejudicar o sistema cardiovascular (SCV) e imunológico em ratas jovens sedentárias e em treinamento com exercícios resistidos. Além de avaliar se uso crônico de EAA pode trazer danos a esses sistemas nos interessa identificar quais os principais fatores humorais envolvidos, indicando os mecanismos dos efeitos deletérios destas drogas sobre o SCV.

Data de início: 2012-01-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Nazare Souza Bissoli
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105