PAPEL DOS NÚCLEOS DO TÁLAMO MEDIAL NOS ATAQUES DE PÂNICO ESPONTÂNEOS E SITUACIONAIS

Resumo: O eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (HHA) não é ativado nem no pânico clínico, nem no pânico experimental à estimulação elétrica da matéria cinzenta periaquedutal (MCPA). Em ratos cronicamente estressados, a quiescência do eixo HHA a um novo estressor parece ser mediada por projeções colecistocinérgicas da MCPA ao núcleo paraventricular do talámo (PVT). Este mecanismo também pode ser responsável pela inibição ativa do eixo HHA durante pânicos clínicos e experimentais. Portanto, o presente estudo avaliará o efeito da lesão neuroseletiva do PVT sobre a resposta neuroendócrina à estimulação da MCPA. Por outro lado, estudo recente do nosso laboratório mostrou, por outro lado, que os ratos apresentam hiperatividade quando são expostos ao contexto de uma estimulação antecedente da MCPA. De forma similar, a hiperatividade (e não o congelamento) também é observada nos pacientes de pânico expostos a um contexto fóbico. Não obstante, a hiperatividade dos ratos sofreu um declínio acentuado ao longo de 5 pareamentos consecutivos do contexto da estimulação da MCPA. Este efeito pode ter sido devido à realização de pareamentos em intervalos de 24 h. Portanto, o presente estudo avaliará se a hiperatividade mantém-se inalterada quando os pareamentos são realizados em intervalos semanais. Por fim, como o núcleo reuniens (RE) é um relé importante entre MCPA e hipocampo, também serão avaliados os efeitos da lesão neuroseletiva do RE sobre o pânico à asfixia e o pânico situacional.

Data de início: 2021-03-19
Prazo (meses): 31

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Rubia de Souza Armini
Coordenador Luiz Carlos Schenberg
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105