Preditores de mortalidade e funcionalidade de indivíduos vítimas de traumatismo crânio encefálico: um estudo prospectivo

Resumo: O traumatismo cranioencefálico (TCE) é um problema mundial de saúde pública devido à gravidade e abrangência do impacto das sequelas permanentes, sendo alvo de políticas de saúde e fomento à pesquisa em diversos países, incluindo o Brasil. Desde 2014 realizo pesquisa sobre TCE em Santa Catarina. Em 2019 publiquei primeiro estudo prospectivo e multicêntrico brasileiro sobre mortalidade e anos de vida perdido por TCE grave em duas regiões metropolitanas de Santa Catarina (1). Os resultados comprovam uma realidade alarmante dos sobreviventes de TCE grave, já que mais de 50% deles apresentam incapacidade neurológica, psiquiátrica ou cognitiva 1 ano após a alta hospitalar. Esta proposta permitirá realizar o estudo na Grande Vitória e traçar um panorama atual do TCE no estado do Espírito Santo. Serão estudados todos os pacientes internados por TCE grave (Escala de Coma de Glasgow ≤ 8) no hospital estadual de urgência e emergência em Vitória-ES. Os desfechos de interesse serão a morbidade e mortalidade na fase aguda e 12 meses após a alta hospitalar, onde os pacientes serão acompanhados três meses, seis meses e um ano após o trauma. A morbidade será determinada pelo: 1) grau de incapacidade motora, cognitiva ou psiquiátrica; 2) comprometimento das funcionalidade e da qualidade de vida; 3) identificação dos aspectos do tratamento de reabilitação. Também será calculado o número de anos de vida com saúde perdidos ajustados pela incapacidade (DALY, “disability-adjusted life year”, OMS). Os resultados permitirão identificar variáveis e biomarcadores preditivos da morbidade e mortalidade, alvos diagnósticos e terapêuticos para pacientes vítimas de TCE grave. Os resultados também serão úteis para o planejamento de: 1) políticas de saúde pública; 2) investimentos em infraestrutura hospitalar 3) custos com a previdência e de seguros obrigatórios para acidentes com veículos automotores 4) impacto sócio-econômico da perda da funcionalidade dos pacientes.

Data de início: 2020-04-01
Prazo (meses): 60

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Jader Vinicius da Silva Rocha
Coordenador Fernando Zanela da Silva Areas
Vice-Coordenador Lucas Rodrigues Nascimento
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105