Análise proteômica comparativa de tecido cardíaco de ratos não tratados e tratados por via IM com óleo de soja

Nome: TAISLA SOPRANI
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 03/10/2014
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Suely Gomes de Figueiredo Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Alessandra Simao Padilha Examinador Interno
MARCIA HELENA BORGES Examinador Externo
Suely Gomes de Figueiredo Orientador

Resumo: óleo de soja, ricos em ácidos graxos poliinsaturados (PUFAs) exerce efeitos
benéficos à saúde, por prevenir ou reduzir os fatores de risco das doenças
cardiovasculares. Embora a demonstração dos efeitos benéficos do consumo
de ácidos graxos insaturados sobre o sistema cardiovascular tem sido
comprovada fisiologicamente em nível macroscópico, pouco se sabe sobre os
mecanismos celulares/moleculares responsáveis pelo efeito cardioprotetor dos
ácidos graxos insaturados. Neste trabalho, foi utilizada uma abordagem
proteômica comparativa, por eletroforese em gel bidimensional (2D) acoplada à
espectrometria de massas (MALDI-TOF/TOF), para investigar diferenças no
proteoma de corações (ventrículo esquerdo - VE) de ratos não tratados (grupo
controle - CT) e tratados (grupo tratado - TR) com 0,1mL de óleo de soja via IM
por 15 dias. O óleo de soja induziu melhoria na função ventricular esquerda, e
uma alteração significativa no proteoma do VE. Os animais TR, apresentavam
um menor valor da PDfVE. O perfil proteico dos VE revelou diferença na
expressão de 60 spots proteicos (p <0,05) entre os grupos CT e TR, 14 destes
foram identificadas por MS e MS/MS, sendo 12 proteínas não redundantes.
Alterações robustas foram detectadas em proteínas envolvidas na contração
muscular, estrutural e sistema antioxidante. Os animais TR apresentavam
aumento da intensidade de proteínas envolvidas na contração muscular,
miosina de cadeia leve-3 (MCL-3) e creatina quinase M (CKM), diminuição da
intensidade da proteína do citoesqueleto, a desmina e aumento da intensidade
da enzima antioxidante tireodoxina. A alteração dos níveis de "expressão"
destas proteínas no grupo TR com óleo de soja podem ser associadas com a
a melhoria da função ventricular esquerda.

proteômica comparativa; óleo de soja; 2-DE; MS; proteinas cardíacas

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105