Efeitos Comportamentais da Modulação do Córtex Pré-Frontal Dorsolateral induzida pela Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) na Dependência do Álcool

Nome: Morgana Croce da Silva
Tipo: Dissertação de mestrado acadêmico
Data de publicação: 02/08/2013
Orientador:

Nomeordem decrescente Papel
Ester Miyuki Nakamura Palacios Orientador

Banca:

Nomeordem decrescente Papel
Ester Miyuki Nakamura Palacios Orientador
Lívia Carla de Melo Rodrigues Examinador Interno
Maria da Penha Zago Gomes Examinador Externo
RICARDO ANDRADE FERNANDES DE MELLO Examinador Externo

Resumo: A neuromodulação por estimulação transcraniana por corrente contínua (ETCC) tem sido utilizada para reduzir a procura de substância química e melhorar a cognição de pacientes com doenças neuropsiquiátricas, através de seus efeitos modulatórios sobre a atividade e
excitabilidade cortical. Neste estudo investigamos se a ETCC é adequada para reduzir a procura pela droga por um tempo prolongado e melhorar os processos cognitivos em alcoolistas, que muitas vezes é acompanhada por disfunções executivas. Foram examinados os efeitos da ETCC anódica repetida (2 mA, 35 cm2, 20 minutos) sobre o córtex
pré-frontal dorsolateral esquerdo (CPFDL), através das recaídas dos indivíduos dependentes de álcool de serviços ambulatoriais, que receberam tratamento clínico de rotina habitual. Foram analisados os Potenciais Relacionados a Eventos (PREs), processos
executivos e cognitivos, fissura e sintomas de depressão e ansiedade antes e após o tratamento. De 13 pacientes alcoolistas, através de um processo de randomização, sete foram alocados para o grupo sham-ETCC e seis para o tratamento ETCC ativo (uma vez por
semana, durante cinco semanas consecutivas). Quatro indivíduos alcoolistas do grupo ETCC e um do grupo sham-ETCC tiveram recaídas. Alterações na densidade da corrente e nos PRE no córtex pré-frontal (CPF) foram maiores no grupo sham-ETCC (a maioria dos alcoolistas mantiveram-se abstinentes) e no Grupo ETCC estas alterações foram menores (a maioria dos alcoolistas tiveram recaídas), mas houve uma tendência a melhora nas funções executivas e uma redução significativa da fissura e dos sintomas depressivos no
grupo ETCC comparado ao grupo sham-ETCC. Conclui-se que ETCC anódica repetidas sobre o CPFDL esquerdo, pode melhorar as funções cognitivas e reduzir a fissura e os sintomas depressivos em alcoolistas, porém neste grupo houve um número maior de recaídas. Uma montagem diferente dos eletrodos precisa ser investigada para uma melhor evolução clínica e cognitiva no tratamento do alcoolismo.

Acesso ao documento

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105