Padronização de perfil espectroscópico de cortisol e cisteína usando o fTIR

Resumo: O álcool é uma droga de grande aceitação social que afeta o sistema nervoso central, podendo causar dependência. O consumo exagerado de etanol induz uma série de alterações neurológicas, cognitivas e que trazem grandes impactos sociais. A influência hormonal é um importante fator associado ao perfil de consumo do álcool. É sabido que o consumo pode levar a um aumento nos níveis de substâncias como o cortisol. A N-acetilcisteína (NAC) é uma substância com propriedades antioxidantes e tem se mostrado uma alternativa positiva para tratamento de transtornos relacionados ao abuso de álcool. Buscamos formas mais simples e rápidas de detectar a presença dessas substâncias (cortisol e cisteína) na saliva de usuários de álcool, e para isso o fTIR pode se tornar uma ferramenta importante nesse diagnóstico.

Data de início: 2020-07-01
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem crescente Nome
Vice-Coordenador MAGDA RIBEIRO DE CASTRO SOARES
Pesquisador Valerio Garrone Barauna
Coordenador Lívia Carla de Melo Rodrigues
Colaborador Leonardo Barbosa Leal
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105