TESTOSTERONE EFFECTS ON CORONARY VASCULAR REACTIVITY IN RATS

Summary: As doenças cardiovasculares (DCVs) representam a maior causa de morte em todo o mundo, principalmente nos países ocidentais e em desenvolvimento. Estudos indicam que homens são mais susceptíveis ao surgimento de DCVs, quando comparados a mulheres na pré-menopausa, classicamente atribuindo ao estrogênio um efeito protetor. Já se sabe que a testosterona pode desempenhar respostas rápidas, não-genômicas (extra nucleares), sobre o sistema vascular, agindo de forma a promover relaxamento por diversos mecanismos. Além do importante papel da testosterona agindo diretamente sobre os vasos sanguíneos, estudos também têm se empenhado em demonstrar os efeitos da privação da testosterona sobre o sistema cardiovascular (SCV). Sabe-se que a castração em machos pode modular importantes mecanismos envolvidos na vasodilatação arterial, como por exemplo: i) diminuir a expressão de canais para potássio no músculo liso vascular e ii) modular negativamente a expressão da enzima óxido nítrico sintase endotelial (eNOS), prejudicando assim a capacidade de relaxamento vascular. Contudo, apesar dos muitos estudos acerca das ações da testosterona, os mecanismos pelos quais a testosterona pode atuar sobre os vasos sanguíneos, em especial sobre o leito vascular coronariano, ainda não foram completamente esclarecidos. Diante disso, o objetivo do nosso trabalho será avaliar os efeitos agudos e crônicos da testosterona na reatividade vascular coronariana em ratos SHR.

Starting date: 2018-01-01
Deadline (months): 36

Participants:

Rolesort descending Name
Coordinator * Roger Lyrio dos Santos
Student Doctorate * Leticia Tinoco Gonçalves
Student Doctorate * WENDER DO NASCIMENTO ROUVER
Student Master * Juan Carlos Arapa Diaz
Student Master * Tagana Rosa da Cunha

Pages

Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Marechal Campos, 1468 - Bonfim, Vitória - ES | CEP 29047-105